CONVERSANDO SOBRE SEXO

  A sexualidade, uma expressão do comportamento humano, presente desde o nascimento até a morte nas relações entre as pessoas, ou consigo mesmas, é influenciada por fatores econômicos, sociais e culturais, assim como pelas experiências vividas durante a infância, a adolescência e a vida adulta. Devido a uma forte influência hormonal, entre os 10 e os 13 anos o corpo do indivíduo passa a sofrer intensas modificações que resultam nas características definitivas, denominadas secundárias, acentuando-se a necessidade de experiências corporais que resultem em novas sensações. 
  Além das modificações físicas o adolescente passa por um período de incertezas e crises, levando-o a introspecção, sendo muitas vezes necessária a ajuda de um profissional comprometido com a qualidade de vida do adolescente.  

Como parte do projeto de Orientação Sexual, o Centro de Educação Angher convidou o médico Ângelo Feres para uma conversa com os alunos de 5ª a 8ª série.

     Durante a conversa ele mencionou as mudanças físicas e emocionais, os métodos anticoncepcionais, a prevenção de doenças e os riscos da gravidez na adolescência.

     O Dr. Ângelo Feres, ressaltou a importância do uso da camisinha como contraceptivo e como método de prevenção às  DSTs e AIDS

DST

 

O que são?

Doenças Sexualmente Transmissíveis
– também conhecidas como DST – são as que passam de uma pessoa para outra através da relação sexual.           As mais comuns são a gonorréia, a sífilis e a AIDS.

 

Quais são os sinais?

   Os principais sintomas são:

Ø   Coceira, dor, caroços,feridas, bolhas verrugas,inflamação, manchas avermelhadas nos órgãos genitais ou em torno deles, na região anal, na boca, na palma da mão e na planta do pé;

Ø   Dor, ardência ou incômodo durante o ato sexual ou na hora de urinar;

Ø  Necessidade freqüente de urinar ou ínguas na virilha;

Ø  Secreções ou sangue pelo pênis;

Ø   Mudança de cor ou cheiro na secreção vaginal ou dor no abdome.

 

CUIDADOS:

Prevenir-se é necessário e bom.
Carinho e afeto não tem risco.
Sexo é uma fonte de prazer e realização do ser humano que pode ser plenamente vivenciada, desde que com saúde e satisfação.
Não é preciso evitar o sexo, mas não correr riscos é recomendável: proteja-se.